Entender, às vezes, é questão de ponto de vista.

1:54:00 da tarde


Não é sempre que conseguimos algo de nosso desejo. Eu, por exemplo, passo por provações da vida constantemente, porque desejo é algo que não me falta.
Não sou promíscua, safada, tarada ou seja lá o que sua mente suja imaginou. Eu apenas tenho vontade de muita coisa.
Tá bom, eu confesso: promiscuidade não é pecado e todo ser humano tem, okay? Mas isso não significa que a palavra desejo expresse apenas a fome pela carne, pelo beijo e pelo toque sexual, sensual.
Tenho desejo de tempo, de cobiças materiais, de conhecimento, paz, felicidade... Mas hoje em dia todas as palavras que exprimem satisfação são levadas para o duplo sentido. Fala prazer gera risinhos e gemidos maldosos. E com certeza você está rindo com esse meu "gemidos maldosos" também, não é verdade?
Para os "mente-podre pobre" de plantão: gemido é apenas um barulho baixo provocado pela nossa voz que sai abafado na garganta.
Prazer é você se sentir bem com qualquer coisa, em qualquer momento. Gozar de algo é você sentir esse prazer elevado em algumas potências. Mas claro que ninguém pensa nisso, não é? A mente da sociedade é voltada para o sexo e para os benefícios da carne.
É duro fazer parte de algo assim quando não vejo o mundo dessa forma.
Tenho maneiras diferentes de expressar meu desejo, seja ele espiritual, material, sexual ou educacional. Só possuir essas maneiras diferentes eu já viro um bicho, né? Claro, porque noventa por cento da população só pensa "naquilo". Ou quando não pensa, dá um jeito de levar as coisas pro mal sentido.
É, tá aí outra coisa que eu não entendo. Por que "mal sentido" se todo mundo gosta da coisa? Tanto gosta que o mundo de algumas pessoas parecem girar apenas em torno do sexo. Por que algo que já é tão banalizado ainda é motivo de tabus, discussões e proibições?
Ah é! Esqueci que pegar um milhão de pessoas na balada e levar ao menos mil delas pra cama apenas por desejo físico (ou em busca daquela popularidade estúpida) é simplesmente normal e até "cool"! Assim como o cigarro também era uns anos atrás...
Ô educação! Dai letramento para as nossas crianças!

You Might Also Like

0 pitacos