devaneios

Talvez nascemos um para o outro.

9:09:00 da manhã

Eu nasceria de novo se soubesse que teria você na minha vida desde o momento em que abrisse os olhos pela primeira vez. Passaria minha infância sendo ninada nos seus braços e cuidada pelas suas mãos. E então, um dia eu choraria nos seus ombros e veria nos seus olhos a dor pelas minhas lágrimas. Mal notaria no seu meio sorriso, a tristeza pela alegria do meu primeiro beijo, pelo toque dos meus lábios saírem da pele do seu rosto para encaixarem em uma boca mais molhada.
Eu admiriaria você por estar sempre ao meu lado e muitas vezes, não daria o devido valor. Até o dia em que eu finalmente reconhecesse que o que eu sempre procurei, estava colado em mim o tempo todo.
Aproveitaríamos o tempo como eternos apaixonados e talvez, até deixássemos o tempo nos afastar...Mas sei que em um dia escuro você me traria novamente a luz. E em um campo repleto de flores, eu eternezaria minhas promessas e te amaria para sempre. 
Exatamente como eu amo hoje.