Minha primeira real decepção com The Walking Dead :: O Caminho Para Woodbury

2:43:00 da tarde


Nunca pensei que demoraria tanto para ler alguma coisa feita pelo Robert Kirkman!
Quando comecei a acompanhar as HQs de The Walking Dead, quase cem edições haviam sido publicadas e eu não levei nem uma semana para devorar tudo, considerando que eu estava estudando e trabalhando e só podia ler em casa, no computador. O primeiro livro lançado sobre a série - A Ascensão do Governador - não levou mais de três dias na minhas mãos e eu fiquei ainda mais apaixonada por ver que o cara conseguia fazer maravilhas sem os desenhos dos quadrinhos. Mas dessa vez a história foi muito diferente.

Quase um ano após o lançamento oficial do segundo livro da história sobre zumbis mais famosa da atualidade, eu finalmente terminei de ler o bendito. Comprei o livro no começo do ano e comecei a lê-lo quase que imediatamente, mas só consegui terminá-lo ontem, após cinco meses!! A demora poderia ser justificada pela minha (constante) falta de tempo, mas eu li uns sete livros enquanto tentava avançar as páginas da segunda obra literária de Kirkman.

O livro conta a história de Lilly, uma sobrevivente pós-apocalipse que, após perder seu pai na primeira tentativa de salvação depois do início da praga, se junta com mais quatro sobreviventes na tentativa de continuarem vivos em um acampamento. Claro que se tudo tivesse dado certo, eles nunca chegariam a Woodbury. Então, logo depois de acontecimentos marcantes, mas bem previsíveis nas obras de Robert, o grupo chega à cidade já liderada pelo Governador. 
O problema principal do livro é mostrar um pouco da história da cidade de forma meio entediante e sem grandes fundamentos ou eventos. O amadurecimento da personagem principal, assim como os mistérios por trás da identidade do Governador, não chegaram nem perto das minhas expectativas. O próprio desenrolar da estrutura da cidade não foi mais do que uma sucessão de ataques de errantes e brigas causadas pelos ânimos ouriçados por culpa da tensão do apocalipse dos moradores. De maneira geral, acredito que o livro seja realmente interessante só para quem não acompanha os quadrinhos. A escrita continua sendo boa e a maneira como os suspenses são feitos faz da obra uma leitura rápida, que só não teve tal efeito em mim por ter esperado muito mais desse livro e não ter sido correspondida em nem cinquenta por cento das expectativas.

Espero que o terceiro volume, já com nome divulgado (A Queda do Governador) e data de lançamento prevista para o primeiro semestre do ano que vem, consiga trazer de volta a paixão avassaladora que senti por Robert Kirkman e Jay Bonansinga.

Beijinhos de uma fã decepcionada,
Tuane C.  

You Might Also Like

0 pitacos